Fiéis participam da Missa da Sagrada Família

DSC 7167

Missa da Sagrada Família foi celebrada pelo pároco Padre José Milton dos Reis na igreja Matriz de Muzambinho. Trazemos a família diante de Deus no agradecimento, na festa e na alegria.

No Dia Litúrgico dedicado a família (30 de dezembro), a igreja celebrou a Missa da Sagrada Família (Jesus, Maria e José), tesouro sagrado que carregamos em vasos frágeis de argila. A Sagrada Família de Nazaré é grande modelo ideal para nós. Mesmo que tenhamos consciência que te nunca seremos capazes de ter em nós tamanha comunhão de amor e de vida, a palavra de Deus vem nos indicar caminhos para seguir seu exemplo e onde houver amor e respeito existirá uma família feliz e temente a Deus. Durante a reflexão em sua homilia, o padre nos relembrou que acabamos de celebrar o “Natal do Senhor” e recordamos o grande amor de Deus por nós. Jesus, Deus conosco, veio nos socorrer, e nos conduzir nos caminhos da vida, dando graças e sabedoria.

“Deus poderia ter se revelado a toda a humanidade da forma que quisesse, mas quis ter um pai e uma mãe, quis ter a condição humana tendo um pai e uma mãe para nos ensinar o valor da família. A família não é um acaso, é um projeto de Deus. É na família que damos os primeiros passos, fisicamente e no amor. E na família que somos compreendidos e respeitados, recebemos o colo, o abraço para que cresçamos nas dimensões física psíquica e espiritual. Ser pai e ser mãe não é uma decisão nossa, é dom de Deus. Deus coloca no coração do homem e da mulher esse desejo de que cuidem um do outro e juntos cuidem do filho. Viver o amor conjugal é dom de Deus e o mesmo Deus que chama para ser esposo e esposa mãe e pai, dá também a graça para bem poder viver. Não há riqueza maior que tem uma família. Ter uma família não é só morar na mesma casa ou dormir na mesma cama mas, é ser capaz de sentar juntos e dialogar, ser companheiro. Ser família é saber entender, dar a mão, ajudar e socorrer”, salienta o Padre.

Terminando o ano refletimos na novena de natal que a felicidade se encontra no amor e na paz. Mas não poderá viver a paz e o amor na sua plenitude aquele que não se esforça para viver em família. Por isso devemos nos perguntar será que temos valorizado a nossa família? Será que temos sido presente na vida de nossos pais, irmãos, esposa/esposo e filhos? Como tenho cuidado e valorizado esse presente que Deus nos deu.

Finalizando ele reza pedindo a Deus que nos perdoe pelas vezes que não soubemos viver a vocação pelo amor começando pela nossa família. Pede perdão também pelas vezes que estivemos tão distante e que não fomos um casal unido e presença na vida dos filhos. Reza para que Jesus possa iluminar nossos passos nesse ano que se inicia para realmente vivermos a vocação de sermos família e capazes de viver o amor e a paz. Pede para que os lares tenham paz e todos possam dar graças pelo dom da vida. Que Jesus, Maria e José interceda para que possamos caminhar e um dia alcançar a eternidade junto de Deus.

Por Vânia Abdala

  • capela.jpg
  • site-pascom2019.jpg